Produção Agroecológica: Prefeitura de Prata em parceria com o Sebrae e Magdala, da início o curso de repasse da Tecnologia Social Pais.



A Prefeitura da Prata, na gestão do prefeito Genivaldo Tembório, está realizando entre os dias 25 a 28 de Outubro o curso de Repasse da Tecnologia Social Pais. O curso terá carga horária de 32 horas. Parceria entre prefeitura, Sebrae e Magdala com essa grande produção agroecológica.





Entenda melhor o que é o Repasse da Tecnologia Social Pais:


O que é

Apoiada pelo Sebrae, a Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) é um modelo de tecnologia que melhora a qualidade de vida de trabalhadores rurais, pois promove inclusão social e geração de renda para comunidades do campo.


Suas técnicas de produção baseiam-se na preservação ambiental, evitam o uso de produtos ou ações que agridam o meio ambiente e aliam a criação de animais à produção orgânica.


O principal objetivo é possibilitar o cultivo de alimentos mais saudáveis, sem uso de agrotóxicos, tanto para o consumo das famílias dos agricultores como para comercialização.


Como funciona

Criado em 2005, o sistema é iniciado com a instalação de unidades PAIS nas propriedades rurais.


Cada família recebe um kit com os materiais necessários à montagem da estrutura, que consiste em um galinheiro ao centro, uma horta ao redor e o sistema de irrigação por gotejamento.


A tecnologia beneficia aqueles que querem sair da produção convencional de hortaliças e frutas, por exemplo, para a produção orgânica.


Comercialização

A escolha das espécies a serem cultivadas deve considerar as que possuem melhores condições de produção e maior potencial  de comercialização, além da sazonalidade e dos produtos mais consumidos na região.


O agricultor pode fazer levantamento junto a comerciantes e outros agricultores da região para saber quais delas têm mercado garantido ou podem ser atrativas para novos consumidores.


Por meio de associações e cooperativas, o agricultor pode vender os alimentos para prefeituras e órgãos públicos, assumindo a condição de fornecedor.


É comum governos comprarem os alimentos por intermédio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nos estados.


Também em grupo, é possível organizar feiras de produtos orgânicos e vendê-los diretamente ao consumidor.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.