Por que Pedro Cunha Lima esconde a doação de campanha da Odebrecht?




O candidato ao governo Pedro Cunha Lima (PSDB) costuma comentar sobre relações de adversários políticos, mas esquece do grupo político Cunha Lima e do seu próprio passado recente. Nas eleições 2014, Pedro recebeu doação para sua campanha eleitoral diretamente da Oderbrecht, empreiteira que desviou R$ 7 bilhões da Petrobras, segundo levantamento divulgado na Veja.



O filho de Cássio Cunha Lima, que na época era candidatos ao governo da Paraíba e foi delatado por um empresário da própria Oderbrecht por receber propina no valor de R$ 800 mil para facilitar a privatização da Cagepa em caso de vitória, recebeu R$ 12.850,00 da empresa envolvida num dos maiores escândalos de corrupção da história do país. Em valores corrigidos girararia em torno de R$ 21.590,00. As doações estão na site transparência pública do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


A Oderbrecht é a origem do dinheiro doado para campanha, que ainda passou pela campanha eleitoral do deputado estadual Tovar Correia Lima antes de chegar em Pedro Cunha Lima.


Foram feitos cinco repasses da empreiteira para campanha de Pedro, que na eleição foi o deputado federal mais votado da Paraíba, à base de uma campanha feita com dinheiro da Oderbrecht.


Na narrativa de Pedro, ele tenta se distanciar de Cássio, mas a prática demonstra exatamente o contrário.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.