JUSTIÇA ARQUIVA DENÚNCIA CONTRA O VEREADOR BOSCO NERI



O Vereador da cidade de Prata João Bosco Neri de Sousa(Bosco Neri), foi absolvido de denúncia sobre gastos excessivos de diárias.


Na época o Vereador Bosco Neri era Presidente da Câmara de Vereadores da Prata.




O Vereador Bosco Neri foi acusado de suposto recebimentos de valores excessivos a título de diárias na qualidade de Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Prata - PB, nos anos de 2017 e 2018.


Foi instaurado  um Inquérito Civil Público(ICP), para apurar a denúncia, tendo vista que as investigações não encontrou nenhuma irregularidades a PROMOTORIA DE JUSTIÇA ACUMULATIVA DA COMARCA DE SUMÉ, no uso das atribuições e com base no que dispõe o art.. 129, item VI, da Constituição Federal e art. 38 inciso I, alínea "a" da Lei Complementar nº 97/2010- Lei Orgânica do Ministério, decide ARQUIVAR O INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO.


Segue em anexo cópia da decisão de arquivamento.
GESTÃO DO VEREADOR BOSCO NERI 2017/2018.


Em dois anos comprou pra Câmara Municipal de Prata


02 Gela águas

01 Ar Condicionado

Colocou Gesso na Câmara

Colocou Luminárias novas

Colocou Câmara de Filmagem

Duas Placas

Cobriu Cadeiras

Comprou novas cadeiras

Comprou microfones sem fio

Comprou um ventilador novo

Fez banheiros

Comprou computador

Pintou toda estrutura do prédio da Câmara.


Devolução a Prefeitura


Em 2017 o então Presidente da Câmara Municipal de Vereadores Bosco Neri, devolveu a Prefeitura Municipal de Prata um valor de R$ 15.000,009Quinze mil reais)

Em 2018 foi devolvido o valor de R$ 17.000,00(Dezessete mil reais) a Prefeitura.

Com Texeirinha 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.