12 pessoas morrem após chuvas e deslizamentos na Grande Recife


Nova atualização do Corpo de Bombeiros aponta que 12 pessoas morreram após chuvas e deslizamentos que atingiram a Grande Recife, em Pernambuco, entre a noite de terça-feira (23) e a madrugada desta quarta (24).

As vítimas são: Josafá Barbosa da Costa, de 34 anos; Abraão Batista da Silva, de 25; Iraci Maria da Conceição, de 78; Elizangela Alves da Silva, de 43; Diego Luís Oliveira do Nascimento, de 33; Natalício e Ivonete. As mortes ocorreram nos bairros de Águas Cumpridas, Dois Unidos, Passarinho e Caetés — nos municípios de Olinda, Recife, e Abreu e Lima, respectivamente.

O acumulado de chuvas de mais de 241 mm nos últimos cinco dias na região equivale a 20 dias da média histórica do período, o que corresponde a 357 mm, informou o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Além disso, uma forte chuva atingiu a área na madrugada desta quarta, chegando a 102 mm em apenas seis horas.

Com a chuva intensa em terrenos já encharcados, o risco de deslizamento aumentou, o que gerou a renovação do alerta da Defesa Civil para que as populações das áreas de risco deixem suas casas. Desde a última sexta-feira (19), o órgão emitiu cinco sinais de chuvas – o alerta tem sido enviado para 31 mil famílias por SMS. Ao todo, foram cobertos 11.852 pontos de risco com lona.

Na tentativa de diminuir os deslizamentos e, consequentemente, possíveis mortes, a Prefeitura do Recife informou que dispôs mais de mil profissionais nas ruas da cidade para trabalhar no monitoramento dos casos e na mitigação dos efeitos da chuva. Desse total, 350 são da Defesa Civil.

A rede municipal de ensino voltou às aulas nesta quarta, mas em virtude das chuvas, 10% das escolas tiveram as aulas suspensas. O fornecimento da merenda foi normal e nenhuma ocorrência de vulto ocorreu. A cidade registrou, também, oito quedas de árvores, cujos atendimentos para retirada já estão em andamento.

Em nota, o órgão disse, ainda, que está prestando toda a assistência às famílias atingidas. Além do atendimento em relação à saúde dos envolvidos, serão oferecidos abrigos e, em casos de óbitos, assistência por meio de auxílio-funeral.  “A secretaria de Defesa Civil também está apurando as causas das ocorrências”, disse.

Em caso de emergência, os moradores devem entrar em contato com a Defesa Civil pelo número (81) 3429-9838 ou pelo WhatsApp (81) 9-9266-5307 — o serviço funciona 24 horas por dia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.