TRE reverte decisão e inocenta Naldinho da acusação de compra de votos na Prata

O pleno do TRE-PB decidiu por unanimidade nesta quinta-feira (10) que as acusações de compra de votos nas últimas eleições contra o ex-vereador do município de Prata, Givanildo Batista do Nascimento, conhecido como ‘Naldinho’, não procedem. Ele havia sido condenado a dois anos de prisão e pagamento de multa pelo Juiz Eleitoral da 74ª Zona, com sede na cidade de Prata, pela acusação de ter comprado votos em favor do atual prefeito Júnior Nóbrega, porém, recorreu da decisão e saiu vitorioso.

Na época, a denúncia inicial feita pelo Ministério Público, no mês de novembro de 2012, dava conta de que Naldinho havia doado R$ 300 (trezentos reais) para a Senhora Francisca Sales de Oliveira em troca de todos os seus documentos, inclusive o título de eleitor, para assim obter a abstenção do voto. Meses depois uma gravação ilegal foi apresentada pela oposição de Prata, que alegava ser a voz de Naldinho assumindo tal ato, porém, o ex-vereador sempre negou.

Com a decisão desta quinta-feira do Tribunal Regional Eleitoral, torna-se sem efeito a decisão inicial que condenava o ex-vereador, bem como afasta a possibilidade do atual prefeito Júnior Nóbrega ter sido eleito através da compra de votos, não tendo cometido nenhum crime eleitoral conforme tentava insinuar a todo custo à oposição do município.

Em contato com o assessor de imprensa , o ex-vereador Naldinho disse estar se sentindo aliviado após a decisão do TRE-PB, e que a Justiça foi feita. “Graças a Deus que a Justiça colocou um ponto final nisso e que não fui condenado por algo que não cometi”, desabafou o ex-vereador.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.