SECA OBRIGA PREFEITOS DO CARIRI PARAIBANO A CANCELAREM FESTEJOS DE CARNAVAL

Mesmo com chuvas esparsas registradas no final de 2013 e no início deste ano, a estiagem se agrava pelo interior da Paraíba. Já são 28 açudes com volumes abaixo de 3% de suas capacidades de armazenamento, desses 20 estão completamente secos. A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba classifica que os reservatórios com 5% dos seus volumes estão em situação crítica. Levando-se em conta esse percentual, são 33 reservatórios que não dispõem de água para abastecimento para o consumo humano.  

Situação mais grave é registrada em açudes como Bastiana, São Francisco II e Sabonete (em Teixeira), Bichinho (Barra de São Miguel), Bom Jesus (Carrapateira), Campos (Caraúbas), Caraibeiras (Picuí), Chupadouro I (São João do Rio do Peixe), Covão (Areial),  Farinha (Patos), Jenipapeiro (São José de Lagoa Tapada), Ouro Velho (Ouro Velho), Prata II (Prata), Santa Luzia (Santa Luzia), Serrote (Monteiro), São José II (São José dos Cordeiros), São José IV (São José do Sabugí), São Mamede (São Mamede),Taperoá II (Taperoá) e Várzea (em Várzea). Esses 20 mananciais estão completamente secos. Têm volumes abaixo de 1% de suas capacidades.  A falta de água prejudica o abastecimento para mais de 270 mil moradores.

Dos 121 açudes monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba, nenhum está sangrando. No início de setembro do ano passado, eram 20 reservatórios com até 5% do seu volume total. No total, são 58 mananciais que encontram-se em estado de observação, com menos de 20% do seu volume normal. 

A falta de água também obrigou prefeitos de várias cidades do Cariri paraibano a cancelarem festejos do Carnaval este ano. Prefeitos de Boa Vista, Boqueirão, Camalaú, Congo e Taperoá declararam que os recursos que seriam usados nas festas serão destinados à distribuição de água em comunidades que estão sofrendo com a estiagem. 

A cidade de Boa Vista já está há dois anos sem realizar a festa de Carnaval por conta da seca. De acordo com o prefeito Edvan Pereira Leite, a verba de R$ 35 mil será usada para amenizar os problemas provocados pela falta de água, para contratar carros-pipas e atender comunidades rurais.

O tradicional ‘Carnaval Molhado’ de Boqueirão poderá não acontecer neste ano. Segundo a prefeitura, a festa só será realizada se o açude Epitácio Pessoa, que está com apenas 35,8% de sua capacidade, apresentar aumento do seu volume.

Em Camalaú, o prefeito Jacinto Bezerra já antecipou que a cidade não terá carnaval. Ele alegou que o baixo nível do açude Camalaú, com 34,3% , não dá condições da prefeitura disponibilizar recursos para os festejos.

Paraíba Mix com informações do Portal Correio

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.